notícias

Em que casos preciso de um aço resistente a choques térmicos?

Publicada: 24/02/2022

 

A escolha do aço ideal para seus processos considera diversos fatores físicos e químicos. Observar os pontos fortes e as recomendações de cada peça e fazer escolhas a partir de análises detalhadas garante a otimização a sua cadeia produtiva, além de respeitar os limites das suas ferramentas e produzir um produto final de alta qualidade.

Portanto, cada caso deve ser analisado com cautela antes de encomendar um aço especial! E na matéria de hoje, vamos falar sobre projetos de choque térmico – mais especificamente, trabalho a quente.

 

Cada tipo de aço especial se comporta de um modo específico em relação às suas propriedades, que são, por exemplo:

  • Resistência à fadiga
  • Variação do volume
  • Resposta ao atrito
  • Teor de Cromo, Molibdênio e Vanádio
  • Formação de carbonetos precipitados

 

Um exemplo muito comum que relaciona a fadiga ocorre nos setores produtivos que precisam aquecer e resfriar o aço em um curto período (geralmente com o uso de água). Quanto à variação do volume no aquecimento da peça, por sua vez, tal diferença pode ser desejada ou não – depende do produto a ser objetivado. Já a resposta ao atrito é relevante para processos que envolvem pressão e deformação mecânica, e assim por diante.

Sendo assim, para afirmar que um aço está apto para realizar trabalhos a quente, é preciso encontrar uma relação correta entre os fatores listados acima. Toda essa análise pode ser muito importante para você caso o dia-a-dia do seu processo produtivo envolva forja, estamparia, laminação e fundição. Vamos visualizar melhor esses casos?

 

Forjamento

É um processo que realiza a conformação por compressão, e costuma ser feito a quente. Alguns produtos que requerem o forjamento são parafusos, porcas, pinos, engrenagens, eixos e coroas.

 

Estampagem

Consiste na prensagem das peças de aço, gerando formas geométricas, ocas ou planas nesta. A fabricação de para-lamas, carrocerias e cápsulas costuma envolver essa etapa.

 

Extrusão

Define-se por forçar o material a escoar por um orifício de uma matriz, adquirindo sua forma. O alumínio é bastante envolvido nesse processo, onde são produzidos perfis para janelas, portas e maçanetas.

 

Fundição

Refere-se ao processo de vazar o material fundido em um molde, que fabrica carcaças de máquinas, joias e bijuterias, objetos decorativos e diversos outros produtos.

 

Os aços especiais são indispensáveis em qualquer um dos casos acima! Se eles se encaixam no seu dia-a-dia, entre em contato conosco para encontrar a peça ideal para o seu projeto.

Obrigado por ter acompanhado a matéria até o final!